• Sandrox

Arquétipo do Lobo



Sempre descrevi o lobo em minhas poesias e textos como metáfora de algo ruim.


Não sei se é porque estou na linha de chegada dos 40 anos, a chamada idade do lobo, mas tenho me identificado muito com o arquétipo do canídeo.


Um ditado indígena me situa bem nessa identificação atual.


“Dentro de mim, existem dois lobos: O lobo do ódio e o lobo do amor. Ambos disputam o poder sobre mim. E quando me perguntam qual lobo é vencedor, respondo: O que eu alimento.”


Quando era mais jovem eu queria ser o leão, o rei da selva. No entanto, essa ambição acabou. O leão pode até parecer o maioral na selva, mas nunca vi o lobo trabalhar em circo.


Na real, tenho aprendido que prefiro ser um lobo solitário do que uma atração prisioneira do status quo ou de um espetáculo ao qual não quero participar.

23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

4.0

©2021 Todos os direitos reservados a Sandrox