• Sandrox


Gratidão à casa de Cultura Cosmos Treze que nos recebeu com imenso calor humano neste domingo de carnaval (23). Foi um festa linda regada a rap, poesia, grafite e muito mais, na quadra 403 de Samambaia Norte, que certamente marcou com muito afeto esse carnaval na quebrada. Só agradeço o espaço cedido e a receptividade dos presentes para nosso som. Foi muito bom rever amigos e amigas e ter a oportunidade de participar de um carnaval sem ocorrência nenhuma na nossa quebrada, mostrando que é possível descentralizar a diversão que ocorre majoritariamente no Plano Piloto. Muito obrigado familia!

2 visualizações0 comentário


Na última sexta feira de carnaval tivemos a 23ª edição do "Sarau Dá A Voz", evento realizado pelo Projeto RAP (Ressocialização, Autonomia e Protagonismo) que busca mensalmente utilizar a música como ferramenta pedagógica para os meninos e meninas que cumprem medida socioeducativa em privação de liberdade e dar oportunidade a eles e elas para que se expressem por meio do rap ou da poesia na Unidade de Internação de Santa Maria - UISM,


O nome "Dá a Voz" foi inspirado em uma gíria utilizada pelos socioeducandos, pois, os mesmos, quando querem se expressar, costumam pedir: "Sr. agente, dá a voz aí?". Entendemos que ninguém dá a voz a ninguém, pois já nascemos com ela. Porém precisamos democratizar as relações para que todas as vozes sejam escutadas. E esse é o intuito do Sarau.


Na sua vigésima terceira edição o sarau, trouxe, em sua programação, as atrações Jazz Na Carta e Japão (Viela 17).


Jazz na Carta: Jazz na Carta é uma super banda que manifesta muita musicalidade e brasilidade. Com um cardápio variado de jazz e música brasileira eles encantaram os socioeducandos e todos os presentes na UISM com versões inusitadas de clássicos do rap nacional, como Racionais MCs, e ainda deram uma canja junto com o mestre Japão. Foi música boa pra todos os gostos.


Japão (Viela 17): Um dos arquitetos do rap nacional, Japão, já conta décadas de atividade no movimento hip-hop nacional e é um dos orgulhos do povo periférico candango, sobretudo o ceilandense. Trocou bastante ideia com os internos mostrando como a música foi capaz de livrar a sua vida dos caminhos tortuosos do crime. Além disso mandou vários clássicos do rap nacional, G Funk e a sua mais nova música "Verdades e Consequências" que conta com a participação do MC carioca Menor da Chapa.



SIGA O PROJETO RAP NAS REDES SOCIAIS:

YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCav2Ffn9T-hFUOvR1pnKdOQ

Instagram: https://www.instagram.com/projetorapdf/

Facebook: https://www.facebook.com/ProjetoRapDF/


10 visualizações0 comentário
  • Sandrox

Atualizado: 27 de Fev de 2020


Rap é um elemento primordial na expressão do movimento HIP HOP por relatar todos os problemas sociais e gritar o ser periférico pertencente da quebrada, sua indentidade, sua autonomia e sua voz ativa. Por que não misturar esse universo ao carnaval? Já que somos a "perifa" e há várias identidades, vivências e universos dentro da nossa quebrada, vamos descentralizar um pouco esse rolê carnavalesco do Plano Piloto fazendo tudo isso aqui em Samambaia-DF! Vamos ter campanha solidária, atrações artísticas, feirinha criativa e grafite ao vivo! Bora? É o CARNARAP da Cosmos Treze, um espaço de reconhecimento, bem viver e celebração para todes!

18 visualizações0 comentário